Quanto custa fazer um site?

Comparando a um simples produto, muitos clientes perguntam o custo de desenvolvimento ou criação de site profissional. Alguns clientes também, fazem uma comparação entre as propostas para negociar valores. Esta é uma prática comum e frequente na rotina comercial de qualquer agência ou freelancer.

O que muitos clientes não sabem é que não existe um valor “tabelado” para que a pergunta de custo seja prontamente respondida. Uma proposta comercial para desenvolvimento de site contempla diversos itens que podem influenciar no custo do investimento. Desde sistemas personalizados, como por exemplo: Sistema de Informações de Escola, onde os alunos, pais e professores possam gerenciar e consultar as informações de cada aluno e turma, até sistemas mais simples como o de um banco de currículos e anuncio de vagas de uma empresa em seu site. Enfim, algo que foge de um site institucional estático comum.

Entendemos a necessidade e expectativa dos clientes em comparar as propostas e questionarem, algumas vezes, os valores que ficam acima do que imaginavam. Isto ocorre porque é comum algumas empresas ou freelancers oferecem valores fixos para sites limitados, mal programados, com semântica HTML defasada, e por fim, ainda oferecem brindes como cartões de visita, criação de logotipo, domínio e hospedagem de site “gratuitos”, o que acaba misturando bastante as coisas. Com certeza, esta empresa ou freelancer não estará criando um site personalizado, exclusivo e de qualidade. Mas deve atender a uma minoria de clientes que simplesmente desejam ter um site na internet. Mas o importante é que a imagem de sua empresa está em questão, afinal como você quer que seus cliente enxerguem a sua empresa? Qual a impressão seu cliente deve ter de sua empresa? Você entrega cartão de visitas sujo e amassado para seus clientes? Definitivamente não.

Cada projeto possuí suas características, suas necessidades e uma identidade. Por isso acreditamos que cada projeto deve ser exclusivo e único. Cada site tem sua complexidade visual, efeitos, transições, funcionalidades específicas, por isso cada um tem o seu valor.

O que é importante definir na hora de desenvolver o seu site?

Deve-se definir o seu objetivo no investimento. O site terá de vender algum produto? Caso sim, passa a ser uma criação de um E-Commerce que para isto terá necessidades e custo diferentes de um projeto para site institucional.

O seu site terá um Blog? Formulários ou cadastros específicos além do formulário de contato? Notícias? Cadastro de Produtos ou Serviços? E muitas outras necessidade. São estes fatores que influenciam diretamente no preço de um site.

O site está otimizado para SEO (Search Engine Optimization)? Seus possíveis clientes estão aos milhares na internet buscando por seus produtos ou serviços, você precisa estar presente e em evidência na internet e nos buscadores. Correto? Este é outro requisito muito importante, lembrando que um site atualmente não é mais apenas um simples cartão de visita. Mas sim uma ferramenta que irá tornar o seu ROI (Retorno de Investimento) muito mais rápido e prático, se bem aplicado.

O que é importante incluir em um projeto básico de criação de site?

Além do detalhamento de cada página para o site, um formulário de contato dinâmico, slider de imagens, mapa de localização da empresa, ou seja, aqueles importantes itens que embelezam o projeto, também deve-se considerar:

  • Qual o planejamento e cronograma do projeto?
  • Haverá contrato com fases bem definidas?
  • Haverá profissionais trabalhando no projeto?
  • Qual será a linguagem de programação do site? Usará algum CMS (Sistema Gerenciador de Conteúdo)?
  • O site será responsivo?
  • O site será desenvolvido de acordo com as boas práticas de programação? A semântica HTML está atualizada e correta?
  • Será disponibilizado cópia do projeto para download ou em CD? Isto porque se a plataforma for proprietária e este contrato for rescindido, provavelmente você perca o site.

Manutenção Mensal Obrigatória, fuja deste problema.

Muitas empresas ou freelancers adotam uma estratégia de ofertar um valor mais baixo pelo serviço, ou até mesmo não cobram, porém “obrigam” o cliente a firmar longos contratos para pagar uma manutenção mensal pelo site, oferecendo um suporte básico e uma manutenção. Durante a vigência dos contratos esta taxa é obrigatória e em caso de rescisão cobram multa. No final, a qualidade de serviço prestada é extremamente baixa e o valor do investimento pode sair mais caro para o cliente.

Freelancers vs Agências Digitais

Um importante fator que se deve analisar não comparar é o valor praticado por Freelancers, ou Freelas. Isto porque a agência digital possuí estrutura física e mais profissional melhor capacitada para oferecer atendimento personalizado, equipe profissional atuante em seu projeto, prazos e processos bem definidos, capital intelectual e Know-How de projetos.

Outra vantagem importante é que coma a Agência Digital, você pode simplesmente fazer uma visita e também reuniões contando com toda esta estrutura, fato que com os Freelas isto já não ocorre muito bem.

Nada contra os freelancers, os que são profissionais ajudam e muito. Algumas agências em momentos de grande produção utilizam seus serviços e alocam os bons profissionais temporariamente.

Porém é comum ouvirmos de clientes: “Meu freelancer desapareceu e o site não foi adiante”, “O desenvolvedor do meu site viajou e não poderá entrega-lo” e assim por diante…

Conclusão: O que é melhor? Qual o preço esperado?

Não há como cobrar um preço fechado por um site, tratando-se de um intelecto, de uma criação, de necessidades e dificuldades específicas e de expectativas a serem atendidas, e dependendo do cliente, por melhor que seja o Briefing, esta pode ser uma tarefa complicada e demandar muito trabalho e tempo da equipe.

Dar preço a criatividade, as ideias, ao feeling é algo bem complexo, certa vez li uma analogia bem interessante. É como comparar o serviço de um pintor de paredes que cobra por metro quadrado, ao serviço de de um pintor Artista, cobrar por sua obra da mesma maneira – Não é ai que está o valor da obra (No material e no m²), e sim na arte, na criatividade e até mesmo na inovação.

Aproveite e solicite uma proposta para a criação de seu site

[mailerlite_form form_id=1]
Menu