Mídia programática: o que é e como funciona na estratégia da sua empresa?

Marketing Digital

A mídia programática é um tema relativamente novo no Brasil, mas promete revolucionar a forma como a publicidade na internet é feita.

Basicamente, é a compra e venda de mídia por meio de um programa ou ferramenta. Algumas plataformas possibilitam que essa comercialização seja feita com pouca ou, até mesmo, nenhuma interação humana. Isso automatiza o processo, eliminando fatores que tornam o negócio mais lento, como as negociações humanas entre o publisher e o anunciante e as inclusões de anúncios de forma manual.

Além disso, os resultados são mais assertivos, já que a mídia programática baseia-se em informações para segmentar o público e fazer com que os anúncios cheguem apenas em quem realmente pode se interessar pelo produto ou serviço.

Para você entender melhor sobre a mídia programática, a seguir, vamos mostrar como ela funciona e outros detalhes importantes. Confira!

Como funciona a mídia programática?

Os publishers disponibilizam seus espaços publicitários em plataformas chamadas de Ad Exchanges. Já os anunciantes utilizam a DSP (Demand Side Platform), outro tipo de plataforma que auxilia o anunciante a encontrar os espaços de mídia, funcionando como uma ponte entre ele e a Ad Exchange.

Através do acesso a uma DSP, o anunciante pode definir as características do público que quer alcançar: idade, sexo, localização, intenção de compra, interesses, entre outros. Depois disso, os anunciantes participam de um leilão, dando lances para conseguirem espaços de mídia que tenham relação com a segmentação definida anteriormente.

Sempre que a plataforma (DSP) encontra um usuário com o perfil que o anunciante definiu como público-alvo, navegando no site de um publisher, o leilão é consultado. Desse modo, a campanha exibida será a do anunciante que fez o maior lance.

Os custos do leilão são atualizados em tempo real, e o valor depende de fatores, como a demanda naquele momento, a segmentação, o tempo durante o qual o anúncio será veiculado e o alcance da campanha.

Outra opção é acionar a plataforma de compra de mídia programática e realizar o pagamento com um valor fixo. Esse valor é referente ao número de impressões que cada peça receberá (normalmente, o custo é definido para cada mil impressões).

Quais as vantagens da mídia programática?

Além do processo automatizado e do alto poder de segmentação da mídia programática, citados anteriormente, há outras vantagens que justificam a promessa de que essa nova forma de compra e venda de mídia veio para mudar a maneira de fazer publicidade. Confira algumas delas abaixo:

  • Geralmente, a compra e a venda de anúncios de forma direta são mais caras e menos confiáveis;
  • Os compradores é que decidem o quanto estão dispostos a investir pelas impressões;
  • Com a segmentação, os anúncios não ficam dispersos em sites aleatórios que nada tem a ver com o produto/serviço divulgado;
  • É possível controlar e mensurar o alcance dos anúncios e os resultados das campanhas.

Qual é a diferença entre mídia programática e rede de display do Google?

Muita gente confunde a mídia programática com a rede de display do Google, acreditando serem a mesma tecnologia, quando, na verdade, não são!

A plataforma (DSP), voltada para mídia programática, apresenta um inventário muito maior em relação à rede de display. Além disso, a qualidade do inventário da DSP é superior, pois seleciona mais, eliminando da lista sites fraudulentos ou cliques falsos.

Outra grande diferença se deve à segmentação. Quando a DSP é utilizada para comprar mídia on-line, é possível agregar fontes de dados de empresas especializadas em mapear usuários na internet.

Assim, o “fator humano” possibilita a análise das melhores fontes e permite que o anunciante faça uma segmentação mais apurada de suas campanhas, gerando mais assertividade nos resultados. Nas campanhas de display, esse tipo de segmentação é bem mais limitada.

E aí, conseguiu entender sobre a mídia programática? Por ser ainda considerada uma novidade, é natural que surjam muitas dúvidas. Se for o seu caso, deixe um comentário com sua pergunta para o ajudarmos!

Menu